0

Projeto Quituteiras Regionais é apresentado durante o II Fórum de Turismo em Nobres


Foi o ponto alto do evento

REGIONAL Publicada: 05/03/2018 16:53:05 Autor: Ascom/ Prefeitura De Nobres
Foto: Marcos Lopes
.

Durante a realização do II Fórum de Turismo de Nobres, na noite de 02 de março corrente, no Clube da melhor Idade, o secretário municipal de Turismo, Daniel Martins da Cruz, apresentou aos convidados, entre autoridades políticas e administrativas e representantes do trade, o projeto que vai valorizar ainda mais as atividades das quituteiras de Nobres.

Esse projeto chega para abrir amplas possibilidades para que o turismo também passe pela sede do município e não aconteça apenas na região onde estão concentrados os principais atrativos turísticos de Nobres. Essa proposta corrobora com uma antiga afirmação colocada há alguns anos atrás pelo artista plástico nobrense, Jonas Barros, que explicou claramente que o turismo fatalmente contemplaria a sede do município e a culinária regional seria o carro-chefe.

Mesmo sem conhecer essa citação de Jonas Barros, eis que o atual secretário municipal de Turismo, Daniel Martins da Cruz, abre essa oportunidade através de um processo de valorização da gastronomia regional dentro do projeto apresentado durante o II Fórum de Turismo.

O Projeto Centro Cultural e Gastronômico de Nobres – Quituteiras Regionais, criado em parceria com a ANCA (Associação Nobrense de Cultura e Arte), foi o ponto alto da segunda versão do Fórum de Turismo.

Martins convocou uma a uma as quituteiras para se apresentar ao público, revelando a especialidade de cada uma delas, com cada qual oferecendo 30 refeições aos presentes de acordo com a sua especialidade.

Então, foi a noite da degustação, agradando a alguns paladares exigentes, onde as quituteiras brilharam, valorizando ainda mais essa atividade que trará o turismo também para o centro das atenções na zona urbana de Nobres.

A degustação teve paçoca de pilão, arroz e bananinha; passando pela tradicional “maria Isabel”, com o popular feijão empamonado e farofa de banana. E os convidados conheceram o peixe seco, arroz e pirão, passando por outra especialidade, a dobradinha, arroz branco, galinha com arroz, salada e farofa de banana. E quem esteve lá ainda provou massas e molhos, em um cardápio variado e que possibilitará a se tornar um atrativo a mais para que o turista também conheça a “capital mato-grossense do turismo”, a cidade de Nobres.

Com esses adendos e mais outros da cultura regional, o município segue ampliando as possibilidades de crescimento e geração de renda na tão propalada indústria não poluidora, dita, “sem chaminés”.

O secretário municipal de Turismo e Cultura, Daniel Martins da Cruz, entrou 2018 entusiasmado com essa nova plotagem que deve imprimir uma nova conceituação para agregar valor aos negócios do turismo.

Comentários

Comente está notícia: